home poemese amores desamores vibesetal

deixar rolar

domingo, 9 de janeiro de 2011

Pensei em mil e uma maneiras de como começar esse post mas nenhuma me pareceu boa o suficiente. Senti vontade de escrever, então é melhor deixar rolar. É impressão minha ou as coisas estão de um jeito diferente? Daquele jeito que a gente sente que tudo vai mudar, que tudo vai dar certo, apesar de nada diferente estar acontecendo. Ou melhor, está acontecendo sim, milagres acontecem o tempo todo a gente que nunca presta atenção. É como não ver o sol, mas ter a certeza que ele está lá, e estará lá amanhã. Talvez não seja só impressão, as coisas estão mesmo mudando, Deus está preparando algo muito especial, aquela coisa que a gente nem suspeita que pode acontecer, mas que acontece, quando a gente menos espera: acontece. Do you believe? Às vezes é preciso acreditar, acreditar naquilo que não vê, naquilo que parece impossível.  Eu sei que tudo isso é um pouco 'clichê' mas 'clichês' também são verdades. A vida não é fácil pra ninguém meu rapaz, mas não se pode desistir, nunca. A juventude é só uma fase e passa rápido, depois não adianta chorar por aquilo que poderia ter sido e não foi. Tem horas que é preciso deixar a vida nos levar pra onde ela quiser.
Chove tanto lá fora e ah como eu gosto do barulho da chuva. Mas também sinto falta do sol e quando faz muito sol sinto a falta do frio, e do frio eu nunca enjoo. E sei lá, estou cheia de saudades hoje, de quem ou o quê eu não sei...

Ao som de Skank e depois de um longo dia passando muito mal.




"As coisas por natureza já são tão duras para mim que não me acho no direito de endurecê-las ainda mais"

Nenhum comentário

Postar um comentário